7 de março de 2014

Eu assisti: Once Upon a Time in Wonderland

Após o grande sucesso da série estadunidense Once Upon a Time baseada em contos de fadas, seus autores acharam conveniente criar um spin-off (uma espécie de derivação/ramificação) intitulado de Once Upon a Time in Wonderland. As duas séries mesclam histórias clássicas criadas para o universo infantil. Na primeira versão, aparecem as seguintes: Branca de Neve e o Caçador, Cinderela, Mulan, A Bela e a Fera, Chapeuzinho Vermelho, Pinóquio, Robin Hood, Peter Pan, Alice no País das Maravilhas, dentre outros. No spin-off, há uma conexão entre o País das Maravilhas e Agrabah, onde Jafar, o maior vilão da história de Aladdin, deseja conseguir a garrafa do gênio Cyrus e tornar-se o mais poderoso feiticeiro de todos os mundos. O gênio e Alice se apaixonam e um vai ensinando ao outro como sobreviver diante da hostilidade e imperfeição dos mundos mágicos.


[CONTEÚDO COM SPOILER, MUITO SPOILER rs]
Once Upon a Time in Wonderland se passa em Londres, no século XIX durante a era vitoriana. Após sumir por vários dias, Alice retorna para casa com seus relatos de terras longínquas e esquisitas, deixando seu pai atônito. Coelhos brancos, lagartas fumantes, cogumelos gigantes, comidas e bebidas capazes de alterar o seu tamanho físico, baralhos que falam, monstros terríveis, uma rainha vermelha assassina, um gato invisível. Todos acham que a garota está mentindo, pois ainda é uma criança e é comum elas inventarem histórias. No entanto, Alice torna-se adulta e continua a contar e a crer nessas suas aventuras através desse mundo, para onde fugia e sumia com frequência. Seu pai como último recurso decide interná-la porque acredita que ela pode estar delirando; os médicos então sugerem uma suposta lobotomia, um antigo procedimento cirúrgico aplicado em pessoas esquizofrênicas e que promete fazê-la esquecer de tudo, inclusive da dor causada pela suposta perda de Cyrus. Resta à Alice, a escolha de assinar ou não. Dentre as opções que tem: ficar internada eternamente ou esquecer, ela assina.


No dia seguinte, data de realização do procedimento, o Valete e o Coelho Branco raptam-na e contam-lhe que Cyrus vive! Um portal é cavado para o País das Maravilhas e eles se dirigem até lá. Achei os gráficos do cenário do país meio pobrinhos e me decepcionei um pouco, esperava mais maravilhas como aquelas flores esquisitas por todos os cantos e mais bichos e insetos bizarros. No começo, até que esses recursos são explorados, mas depois essas criaturas somem e não têm mais espaço. Descobrimos então que o retorno de Alice é uma jogada da Rainha Vermelha que, auxiliada pelo traidor Coelho, seus olhos e ouvidos, O castelo da Rainha não é tão majestoso quanto eu desejei que fosse, menos um ponto para os gráficos. Mas, por outro lado, os vilões são extremamente impiedosos e não perdem tempo com ~seres dispensáveis~, somando dois pontos rs. Jafar e a Rainha mantém um acordo e têm planos de fazer com que Alice faça o que desejam: que ela deseje.


Sabemos que todo gênio concede três desejos à pessoa que lhe encontra. Alice foi a última a abrir a garrafa, portanto, Cyrus é seu gênio. Ao se apaixonar por ela, ele confessa que tem o desejo de ser livre, mas sua vida é realizar o desejo de outras pessoas, o que o faz estar sempre sujeito à elas. Se Alice fizer seus três desejos, Cyrus irá parar na mão de outras pessoas; do contrário, ele será livre e desimpedido para viver o amor. Jafar precisa de Cyrus para se tornar o maior de todos os feiticeiros, mas Alice não abrirá mão do seu amor.


Os atores são realmente muito bons, sobretudo Alice (zilhões de vezes melhor do que a Mia Wasikowska) e a Rainha. Alice é esperta, habilidosa e destemida. Enquanto a Rainha é sagaz, sedutora e preponderante, toda cheia de si, coração de pedra mesmo. O figurino é lindo, gente, tanto os tecidos delicados dos trajes de Alice, quanto o glamour sempre vermelho da Rainha. Dou atenção especial ao momento em que a Alice criança confronta a adulta, é sensacional! Um momento em que há duas versões da personagem: a madura e pura que deseja recuperar o seu amor e a infantil, desfigurada, deturpada e louca que deseja vingança. Um ser duelando consigo mesmo, com suas duas ou mais facetas. Outra coisa legal é que os Tweedles fazem notadamente uma referência a David Bowie!


 Os fatos se conectam muito bem, mas algumas coisas me deixaram meio confusas, talvez porque eu não tenha prestado tanta atenção, ou porque Wonderland é mesmo estranho. Adoro os diálogos e as situações cheias de viradas. Os flashbacks vão nos ajudando a entender melhor as cenas presentes e acho que esse é um recurso que funciona muito bem nessas séries. Ainda estou no 7º episódio da primeira temporada (se é que haverão outras) e o novo saiu ontem, mas ainda não está legendado em português. Para quem quiser assistir online, eis o link: ONCE UPON A TIME IN WONDERLAND - MEGA FILMES 

*Desculpem pela postagem extensa, mas estou sempre me esforçando para fazer desse blog um portal (para Wonderland) de notícias e assuntos relacionados à Alice. 

8 comentários:

  1. fiquei mt interessada quando vi anunciando, mas confesso que não sei os dias que passam UASHDUASHFU sou dessas!
    adorei seu blogggg , que lindo
    beijão da Lari <3
    blog Call me Lari

    ResponderExcluir
  2. Faz um tempo que assisto e amo *--* acho que é a unica serie que acompanho de verdade muito legal, nunca tinha visto ninguem falar dessa serie, e se vi não tão bem quanto você
    http://infinitoinesperado.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. sempre falam mas nunca vi e nem tive curiosidade, mas depois do seu post... Vou dar uma espiadinha kkkk
    beeijos e de uma olhada aqui: http://apequenaka.blogspot.com.br/2014/03/follow-friday.html hahaha ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Kaaa! Fiquei feliz pela indicação!

      Excluir
  4. Ha poxaaa... quero assistir esse! E o fato de ter MUITOS spoilers me incentivou a não ler, assistir e depois voltar pra ler o que você disse! Hahaha! ^^

    Tenho o costume de sempre que chego em um blog que não conheço, leio a página do perfil, antes de ler o blog em si. Pois então... eu tenho mais um som pra sua lista. Um som assim mais que maravilhoso. É meio triste, mas o som que faz é tão tão tão bom!! Som de fogo queimando mato. Daqueles bem grandes, sabe? Faz uns estalos incríveis! :)
    Pena que pra gente ouvir, tem que estar rolando um incêndio em uma área verde! :'(

    ;***

    p.s.: obrigada por me deixar com "esquadros" na cabeça! É uma boa música para ficar cantando! :)

    ResponderExcluir
  5. tem sorteio no meu blog : http://catiiag3.blogspot.pt/2014/02/sorteio-para-os-300-seguidores.html

    ResponderExcluir
  6. Auuunw, eu amei sua resenha.Eu já tentei assistir essa série no Netflix,mas ah,sei lá,HAHAHAH.Não curto muuito fantasia :P


    beeijão( seu blog é lindoooo *_* )


    http://borboletametamorfoseando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...